Ressonância – Da queda da ponte Tacoma Narrows a figuras malucas em uma chapa ressonante

A ressonância pode ser explicada da seguinte forma:

Os corpos só aceitam acréscimos periódicos de energia se esses acréscimos chegarem com a freqüência certa, freqüência essa denominada freqüência natural do corpo. Uma onda transporta energia de forma periódica.  Se a freqüência de uma onda coincidir com a freqüência natural do corpo em questão, ele irá “aceitar” cada novo acréscimo de energia transportada pela onda passando assim a oscilar com amplitudes cada vez maiores. Isso pode trazer conseqüências desastrosas, principalmente para a construção civil. Outros objetos, como taças de cristal, podem se romper ao entrar em ressonância com uma fonte sonora de baixa energia.

Se o volume de sua caixa de som estiver muito alto, abaixe o volume antes de assistir ao vídeo.

Uma das mais famosas tragédias da construção civil universal foi a queda da ponte Tacoma Narrows. Uma ponte de 1600 metros que entra em ressonância de torção graças a rajadas de vento de aproximadamente 70 km/h. Obs: Ressonância é a tendência de um sistema mecânico de absorver mais energia quando a frequência de suas oscilações se iguala a frequência de vibração natural do sistema – também conhecida por frequência ressonante – e provocada por um agente externo, no caso o vento.

 Repare que aos 2:05 do filme alguém se aproxima do lado direito e se joga da ponte aos 2:17, aproximadamente.

Os engenheiros calculam as estruturas de construções como ginásios de esportes, estádios de futebol e pavilhões de eventos de modo a evitar que a estrutura entre em ressonância e venha a ruir. Se você estiver em uma arquibancada e a galera vibrar de forma ritmada, fique atento. Se a estrutura começar a balançar de forma anormal ou com amplitudes cada vez maiores…. saia correndo e leve quem você puder com você. Pode dizer que fui eu que mandei.

Mas nem só de tragédias vive a ressonância. As transmissões de rádio e TV são possíveis graças a ela. Os elétrons livres da antena entram em ressonância com a fonte emissora permitindo assim o recebimento das informações de imagem e som. Nos fornos de microondas as moléculas de água dos alimentos entram em ressonância com as microondas, “aceitando” assim a energia delas. As moléculas se agitam com energia cada vez maior elevando sua temperatura.

Uma chapa metálica também pode aceitar várias formas de vibração ressonante com várias freqüências diferentes, o modo de vibração pode ser visualizado se colocarmos sobre a chapa algum pó que irá se acumular nos locais onde a vibração for menos intensa ou nula.

No vídeo abaixo uma chapa entra em ressonância com sons cada vez mais agudos até os limites de nossa audição e forma figuras impressionantes.

Se o volume de sua caixa de som estiver muito alto, abaixe o volume antes de assistir ao vídeo.

Espero que gostem desse fenômeno ondulatório que é um dos mais interessantes! Se for possível deixem um comentário. Abraços e até a próxima.